Buscar
 

 More From Region

 

Cidades:

A cidade velha de Jerusalém

Há um encantamento mágico sobre a Cidade velha de Jerusalém que não existe em nenhum outro lugar no mundo. Talvez seja devido a história gloriosa das altas muralhas de pedra e dos prédios antigos ou devido a atmosfera sagrada que cerca os sítios sagrados das religiões judaica, cristã e muçulmana. O encantamento de Jerusalém também pode derivar dos seus mercados coloridos e das ruelas estreitas ou da dinâmica história da cidade - uma história tecida com guerra e paz, amor e ódio, destruição e ressurreição

Nesta Página:

Porta de Nablus

Há um encantamento mágico sobre a Cidade velha de Jerusalém que não existe em nenhum outro lugar no mundo. Talvez seja devido a história gloriosa das altas muralhas de pedra e dos prédios antigos ou devido a atmosfera sagrada que cerca os sítios sagrados das religiões judaica, cristã e muçulmana. O encantamento de Jerusalém também pode derivar dos seus mercados coloridos e das ruelas estreitas ou da dinâmica história da cidade - uma história tecida com guerra e paz, amor e ódio, destruição e ressurreição.

A Cidade velha foi construída originalmente pelo Rei David em 1004 a.C, e sempre foi considerada o centro do mundo. Mapas antigos mostram os três continentes conhecidos naquela época: Europa, Ásia e África, situadas em um círculo com Jerusalém no centro. Desde então Jerusalém tem sido estimada e glorificada por reis, governantes e conquistadores que tentaram assaltar as suas muralhas e adorada por pessoas normais, que a tornaram uma das pedras fundamentais de sua fé. Este foi o lugar onde os judeus construíram o Templo, onde Jesus foi crucificado, e onde Maomé subiu aos Céus. Peregrinos, mendigos, mercadores, estudantes, grandes sábios, guerreiros e escravos, todos andaram pelas suas ruas e louvaram e amaram Jerusalém.

Com o passar dos anos, a Cidade velha passou por muitas mudanças que a tornaram uma das cidades mais interessantes no mundo, além de um ponto importante do foco turístico em Israel.

A cidade, descansando nos montes originais da Cidade de Davi, e rodeada por uma muralha de mais de quatro quilômetros, com sete portões, 34 torres e uma cidadela (a Torre de Davi), é dividida em quatro quarteirões residenciais:

O quarteirão Armênio

O quarteirão armênio é o menor quarteirão da Cidade velha. Os armênios se estabeleceram em Jerusalém no século IV por motivos religiosos, e a Catedral de S. Jaime foi construída no século XII. Mais tarde esta igreja se tornou o centro do povo armênio em Israel. É uma das igrejas mais bonitas do país, e está construída sobre os restos de uma igreja bizantina. No centro da igreja á uma cúpula apoiada em quatro pilares, através da qual o sol brilha e ilumina as pinturas nas paredes.

O seminário para os padres armênios e o Museu Armênio, que mostram a história cultural e nacional do povo armênio também estão localizados no quarteirão armênio. O lugar mais importante no quarteirão armênio é o prédio que abriga o Patriarcado armênio.

O quarteirão cristão

O quarteirão cristão tem mais de 40 igrejas, monastérios e albergues que foram construídos para os peregrinos cristãos. No centro do quarteirão cristão se encontra a Igreja do Santo Sepulcro, ou a Igreja da Ressurreição, que, de acordo com a tradição cristão, foi o lugar no qual Jesus foi crucificado e enterrado depois da sua caminhada final pela Via Dolorosa, ou as Estações da Cruz. A Via Dolorosa começa no pátio que se localizava onde, hoje, se encontra o Portão do Leão - também conhecido como Portão de S. Stefano - e termina no Monte do Calvário ou Golgotá, onde a Igreja do Santo Sepulcro se encontra hoje. Muitos peregrinos cristãos andam pela Via Dolorosa, seguindo a trajetória final de Jesus. 

Há vários lugares que são importantes para a tradição cristão dentro da Igreja da Ressurreição, incluindo a Pedra da Unção, a tumba e a rotunda.

O mercado - uma das atrações turísticas mais populares de Jerusalém, se localiza no quarteirão cristão e é um mercado barulhento e colorido, onde se pode comprar cerâmicas decoradas, velas, souvenires, roupas étnicas, tapetes, capachos, contas, joias, lâmpadas de vidro e itens decorativos. Os vendedores chamam as pessoas para comprar e as barraquinhas de comida exalam aromas tentadores. Uma das maiores atrações deste mercado é que se espera que os compradores barganhem pelas mercadorias, e, se você insistir, você pode barganhar e baixar o preço original. 

O quarteirão muçulmano

O quarteirão muçulmano é o maior quarteirão na Cidade Velha e a maioria da sua população chegou depois que os residentes originais, judeus e cristãos, se mudaram para bairros mais novos. O quarteirão muçulmano tem igrejas e mesquitas, e ainda há várias casas judias e Yeshivás. Os sítios mais importantes no quarteirão muçulmano são os lugares sagrados para a fé muçulmana, como a Cúpula da Rocha no Monte Moria (que também é um lugar sagrado para os judeus).

O quarteirão judaico

O quarteirão judaico é a maior área residencial para os judeus na Cidade Velha. Este quarteirão contém também o Muro Ocidental, ou Muro das Lamentações - que é o local sagrado para os judeus, pois era parte do Templo e local mais próximo do Santuário dentro do Templo.

O quarteirão judeu também contém sítios arqueológicos interessantes, como a Casa Queimada - restos de uma casa do tempo da destruição de Jerusalém pelos romanos, há 2000 anos atrás. O Cardo, rua romana típica, construída no século VI, que consiste de lojas situadas entre duas filas de colunas de pedras. Os restos das altas colunas, arcos e o piso de pedra ainda podem ser vistos no Cardo.

Todos estes lugares fazem da Cidade velha de Jerusalém um lugar que os visitantes nunca esquecerão.


 

 Sites & Attractions

 
An academic branch of Brigham Young University for Middle Eastern Studies, built at the...
. Mount Herzl. The State of Israel’s national cemetery was named after the state visio...
The House of Representatives of the State of Israel, comprising a plenary, conference r...
Memorial established on the Jordanian military post, with a permanent exhibition on the...
Avshalom’s Shrine. An ornate monument from the first century BCE, said to be the tomb o...
Large, well-lit cave in the wall of the Old City, which was a quarry in the days of the...
 

 Accommodations

 
Renovated hotel in the heart of the city near tourist attractions and recreation sites....
A historic, landmark "Leading Small Hotels of the World" Hotel, in the heart of ...
Hotel in the eastern part of the city on Salah e-Din Street. There are 54 rooms availab...
Intimate hotel part of which was built in 1948. Breakfast is served in the hotel dining...
 

 VideoSideVWP

 
 

 RelevantArticle

 
 

 Events In Area

 
 

 Untitled

 
Atrações